História do Dia Internacional da Mulher



Foi na Revolução Industrial que a mão-de-obra das mulheres teve um papel fundamental, o que fez com que a mulher entrasse no mercado de trabalho. Porém, as condições de trabalho eram péssimas, com salários baixíssimos e jornadas muito longas. Então, no fim do século XIX surgiram, na Europa e nos Estados Unidos, alguns grupos femininos que reivindicavam melhores condições trabalhistas.



 

Nos Estados Unidos e no ano de 1908 ocorreu o primeiro Dia Nacional da Mulher, data em que aconteceu uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. Depois disso foi oficializada uma data, 28 de fevereiro, e aconteceram outros protestos. Mas, em 1910, aconteceu na Dinamarca a II Conferência Internacional de Mulheres Trabalhadoras, onde houve a proposta para uma data para celebrar todos os direitos da mulher, de forma internacional. Dezessete países apoiaram esta iniciativa e, em 1911, aconteceu o primeiro Dia Internacional da Mulher.

Quando acabou a segunda Guerra Mundial, em 1945, a Organização das Nações Unidas assinou o primeiro acordo de igualdade entre homens e mulheres e, em 1977, a ONU reconheceu oficialmente o dia 8 de março como o Dia Internacional da Mulher. No Brasil as movimentações em prol das mulheres começaram apenas no século XX e, em 1932, as mulheres conseguiram o direito de votar no país. Porém, apenas após os anos 70 que as organizações do Brasil começaram a discutir sobre a igualdade de gêneros, saúde da mulher e etc. e até os dias de hoje as mulheres ainda buscam superar as desigualdades, mas, também, celebrar as conquistas realizadas.

CONSULTAS A PARTIR DE R$3,99
Faça já sua consulta. Solicite via PÁGINA DE CONTATO

O site Consultas Diversas tem como objetivo fornecer consultas com informações sobre Pessoas Físicas (PF) e Jurídicas (PJ) com dados relevantes em relação a sua situação cadastral na Receita Federal e inclusão do nome nos principais bancos de dados de proteção ao crédito, como o SPC e SCPC.